As 4 Doenças mais Comuns na Infância - Poupafarma

As 4 Doenças mais Comuns na Infância

Lentes de Contato Dental
25 de agosto de 2016
os-beneficios-do-cha
Os Benefícios do Chá
31 de agosto de 2016
Exibir tudo

As 4 Doenças mais Comuns na Infância

Um dos fatores que mais explica o frequente quadro de enfermidade em boa parte das crianças é o contato com bactérias. Durante a gestação, o bebê não entra em contato com esses agentes externos, pois ele ainda se desenvolve no útero da mãe. Em outros casos, a falta de um acompanhamento ao aleitamento materno e a introdução inadequada de um cardápio alimentar mais consistente podem contribuir para doenças na fase dos primeiros meses de vida.

Ou seja: não existe uma fórmula para evitar o surgimento de enfermidades durante a infância. É possível, entretanto, minimizar e prevenir. Conheça algumas doenças mais frequentes durante a faixa etária dos pequenos.

Alergias

De acordo com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), 3% por cento das crianças sofrem com quadros alérgicos. Os de origem alimentar são normalmente provocados por alguma proteína, conservante ou corante, causando dores abdominais, coceira, erupções na pele e até dificuldade respiratória. Leite de vaca, clara de ovo, soja, trigo e peixe encabeçam a lista dos ingredientes causadores desses episódios. A alergia ao primeiro é a mais comum na infância e pode apresentar sangue nas fezes como sintoma adicional.

Caso a alergia seja acometida por vias respiratórias, ela pode se manifestar tanto como rinite, caracterizada por coriza, espirros e congestão nasal, quanto em forma de asma, quando acomete os brônquios, ocasionando dificuldade respiratória, chiado no peito e tosse, entre outras complicações.

Infecção no ouvido

A chamada otite média surge quando há acúmulo de secreção no canal auditivo, devido a gripes e resfriados, ou do próprio leite, que pode escoar ao amamentar com o bebê na horizontal, tornando o ambiente propício à proliferação de bactérias. Em geral, o problema se manifesta pelo menos uma vez até os 5 anos e pode exigir tratamento com antibióticos. No caso dos bebês, é fundamental ficar atento a sinais como choro intenso e febre.

Infecção na garganta

Falta de apetite e febre alta, em geral, caracterizam as infecções de faringe e amídalas, causadas por vírus ou bactérias. O tipo viral ocorre com maior frequência até os 2 anos e é comum haver três episódios por ano – o contágio se dá por contato com saliva infectada e outras secreções. Nesse caso, é necessário o uso de antibióticos para cessar a doença.

Refluxo

Frequente no primeiro ano de vida, o refluxo não está relacionado à imaturidade do sistema imunológico, mas do digestivo. Ele ocorre quando o alimento chega ao estômago e volta para o esôfago. Nos primeiros meses, o fato de a criança ingerir apenas líquidos intensifica esse retorno.

as-4-doencas-mais-comuns-na-infancia-poupafarma-1024x551